Livro de Autor

 

 

Título: Por dentro de uma jota – uma experiência de intervenção cívica e política em Fafe
Autor: Bastos, Daniel, 1980
Prefácio: Seguro, António José, 1962
Posfácio: Alves, Pedro Delgado, 1980-
Publicação: Fafe: Labirinto, 2012
Assunto: Juventude Socialista, 2006-2011 – Política -- Fafe (Portugal)

 

 

 

Prefácio
“Em nome de uma Jota”
Daniel Bastos

Foi com muito prazer que recebi o convite do Daniel Bastos para escrever o prefácio deste livro que representa um percurso cheio de sentimentos, memórias e dedicação à causa colectiva.
As Juventudes Partidárias são espaços de cidadania activa. Numa sociedade em que os jovens se afastam cada vez mais da política é preciso apostar na participação e na discussão de ideias. O Daniel Bastos, enquanto militante e líder da JS de Fafe teve sempre um papel muito activo, promovendo o debate político.
Este livro, que faz um balanço dos últimos anos na concelhia da Juventude Socialista de Fafe, reflecte o importante trabalho desenvolvido pelas juventudes partidárias a nível local. A dinamização política das comunidades locais é muitas vezes empreendida e bem, como Daniel Bastos testemunha, pelos jovens.
Liberdade, igualdade e fraternidade constituem o triângulo virtuoso da construção de uma sociedade melhor, mais justa e mais inclusiva.
Um percurso de militância que tem como apanágio a defesa dos trabalhadores e dos mais desfavorecidos está no ADN do ideário socialista que transformou o mundo, que renovou esperança e sonhou utopias.
Fazer como que o outro não nos seja indiferente, que as pessoas não sejam apenas números e que a politica seja para todos representa, acima de tudo, “ajudar e realizar”.
Martin Luther King no seu famoso discurso de Washington utilizou a expressão “we need to walk together”. Este discurso inspirador trouxe-nos várias mensagens entre as quais a mensagem da caminhada conjunta dos seres humanos para o progresso onde ninguém deve ficar para trás.
A sociedade actual apresenta desafios sem precedentes na nossa democracia de Abril. Assistimos ao debate ideológico mais profundo desde a queda do muro de Berlim. O Estado social sofre a maior ofensiva dos últimos anos, o medo do futuro voltou a aprisionar as pessoas e os projectos de sociedade propostos têm privilegiado os mercados em detrimentos dos seres humanos e das suas aspirações.
Estamos na Europa, estamos inseridos na globalização e colocam-se-nos alguns reptos na construção de novas ideias, de novas formas de abordar a sociedade e essencialmente de a transformar.
Em tempos de crise e de sofrimento a acção local é decisiva para levar ao terreno os nossos ideais e para mudar positivamente a vida das pessoas. Este livro é um exemplo de como se pode mudar a vida dos outros e de afirmar que em política ninguém é dispensável e que todos contam.
A transformação da sociedade é a nossa génese. A realização do ideário socialista só será possível se for assente na realidade das pessoas e no alcance das suas aspirações. Tal só será alcançável se formos todos unidos nos nossos valores, se formos respeitadores das nossas liberdades e se trilharmos a nossa caminhada com todos.
Ser socialista por opção de vida, acreditar e praticar a ética do bem comum é sem dúvida uma inspiração para todos/as que devemos seguir com empenho.
Este trabalho elaborado pelo Daniel constituiu um legado para todos os que vierem e deve inspirar os jovens que hoje dão os primeiros passos na militância da família socialista. Com a emoção de quem passou pela inscrição naquele dia, naquela hora e naquela sede da JS e que viu o mudar, o pulsar e o sentir da alvorada da mudança, reconhece no percurso do Daniel a expressão Ghandiana “ o eu é o outro”. Reconheço na JS essa escola de generosidade, de aprendizagem e de defesa dos direitos humanos, do socialismo democrático e dos ideais de Abril e da República que constituem as traves mestras do Partido Socialista do qual hoje sou Secretário-geral e da JS que muito me orgulho de ter sido também Secretário-geral.
Politica e historicamente é fundamental registar as memórias através da escrita, pois assim, este livro passará a fazer parte da história recente do Partido Socialista.
Tal como diz e afirma o Daniel ser socialista é colocar as pessoas primeiro.

António José Seguro

(Secretário Geral do Partido Socialista)

Gosta dos trabalhos?

Gostava de ter alguma das obras que estão aqui expostas?

È simples, basta enviar-me um e-mail com a obra que pretende adquirir.